Protestos de transportadoras na Itália, Portugal e Alemanha devido aos altos preços que os sufocam

Portadores em pé de guerra na Europa devido aos altos preços dos combustíveis. O setor está sufocado e seu protesto espontâneo ultrapassou fronteiras. Com a guerra na Ucrânia o preço do combustível disparou em todos os lugares, acima de 2 euros na Itália.

Enquanto aguardam uma reunião entre a vice-ministra dos Transportes Teresa Bellanova e as principais associações do setor, centenas de transportadoras desaceleraram o tráfego na rodovia estadual 131 da Sardenha.

Um caminhoneiro da Sardenha presente no protesto lamenta que “não possam mais continuar com esses preços”. Além do diesel, eles pagam mais caro pela balsa para ir à península.

As mesmas razões, relacionadas com a sobrevivência do sector, têm travado as transportadoras portuguesas no distrito de Lisboa. Em Portugal, Preços do diesel aumentaram mais de 14 centavos por litro na semana passada e a gasolina ficou cerca de oito centavos mais cara.

“Não prevemos o fim do protesto”, diz este caminhoneiro, “temos o início, que é hoje. O fim será quando recebermos a resposta do Governo de que temos condições de trabalhar”.

Na Alemanha, a situação ameaça a própria existência do setorde acordo com Dirk Engelhardt, porta-voz da Associação Federal Alemã de Transporte Rodoviário.

Aumentos “extremos” e repentinos nos preços dos combustíveis estão minando a capacidade de resistência dos operadores. Este é um problema europeu”, defende, mas critica que “outros governos têm respondido melhor à crise”.

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.