“Cartão Vermelho”, a operação em que um ex-presidente de um grande europeu foi acusado de receber propina em mais de 50 contratações

Luis Filipe Vieira, ex-presidente do Benfica alvo da justiça do seu país (EFE/EPA/MARIO CRUZ)

Nas últimas horas, uma notícia abalou o futebol europeu. O ex-presidente da Benficade Portugal, um dos clubes com mais tradição no país português e o Velho continenteestá sendo investigado por receberam propina em mais de 50 transferências o que eles fizeram As águias entre 2012 e 2020.

Com o tempo, a equipa portuguesa tornou-se numa das equipas com mais movimento nas janelas de transferências e pretende sempre incorporar uma dezena de novos jogadores para completar o plantel profissional. Além disso, na temporada 2015-16, foram 34 jogadores que deixaram a equipe que atua como mandante no estádio Da Luz.

Como reportado CNN Portugala operação cujo principal é apontado Luís Filipe Vieira é chamado “Cartão vermelho” e investigar o pagamento de subornos em 55 jogadores que chegou ao Benfica. Estima-se que as comissões que aqueles que dirigiram o clube durante 2003 e 2020 por cinco mandatos teriam recebido somariam um total de 10 milhões de euros.

Com Viera, de 69 anos e natural de Lisboa, à frente da instituição, o Las Águilas conquistou 16 títulos – seis ligas portuguesas, três Taças de Portugal, sete Taças da Liga e duas Supertaças, destacando-se também em várias disciplinas reconhecidas como vôlei, basquete e handebol.

A rede local indicou que, segundo a Autoridade Tributária do país, no âmbito da operação que recebe o nome de um dos cartões utilizados pelos árbitros para expulsar os jogadores, o ex-proprietário teria se beneficiado de acordos com os empresários Bruno Macedo, Ulisses Santos, Isidoro Giménez e Giuliano Bertolucci na compra e venda de jogadores.

Luis Filipe Vieira, o alvo de suborno por mais de 50 passes feitos pelo Benfica (EFE/Tiago Petinga)
Luis Filipe Vieira, o alvo de suborno por mais de 50 passes feitos pelo Benfica (EFE/Tiago Petinga)

A comunicação social informa que a investigação considera que estes quatro agentes desportivos estariam envolvidos num alegado plano de Vieira para lhe devolver posteriormente comissões e bens de forma oculta. Entre as transferências sob investigação, estariam as de Julian Weigl -veio do Borussia Dortmund-, Everton (Guilda), Haris Seferovic (Eintracht Frankfurt) ilao zagueiro argentino Lisandro López ao Boca Juniors.

“A transferência de Seferovic, por exemplo, teria gerado uma comissão de um milhão de euros e para o atacante do Everton, cerca de 1,2 milhão. Para a compra de Morato de San Pablo, a comissão foi de 1,5 milhão. Enquanto, pela venda de Lisandro López ao Boca Juniors teriam recebido cerca de 1,4 milhões de euros”, explicou o médium português.

Recorde-se que a transferência do marcador central do Benfica para o Xeneize foi concluída em 2019. Depois de quatro épocas em Portugal, e sendo emprestado em 2018 ao Inter de Milão e depois ao Génova italiano, o defesa regressou à Argentina após Boca pagou cerca de três milhões de euros por seu passe.

López jogou quatro temporadas na seleção portuguesa (AFP)
López jogou quatro temporadas na seleção portuguesa (AFP)

No âmbito do processo, o Ministério Público solicitou o levantamento das contas bancárias de todas as empresas, incluindo cerca de dez empresas offshore, com as quais operava a sociedade Benfica SAD (empresa desportiva anónima), que tinha Vieira como proprietária há mais de 15 anos.

Você tem que se lembrar disso O ex-presidente de Las Águilas foi preso em julho do ano passado, junto com seu filho e outros dois empresários, depois de registrar 45 instalações para esclarecer mais de 100 milhões de euros em negócios que teriam envolvido vários crimes fiscais e lavagem de dinheiro. A sua detenção pôs fim à longa passagem de Viera ao comando de uma das equipas mais conceituadas do futebol português.

CONTINUE LENDO:

Declaração polémica contra Cristiano Ronaldo: “Não foi para o City porque sabia que seria segunda opção de Guardiola”
Gesto obsceno e resposta em espanhol: o cruzamento tenso entre Haaland e Rafael Santos Borré na Bundesliga

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.