Zorrotzaurre organiza um teste piloto europeu com solo contaminado

A fase final do projeto Posidon, uma iniciativa europeia no âmbito do programa Horizonte 2020 liderada pela Câmara Municipal de Bilbau e a Autoridade Portuária de Trieste, iniciada em janeiro na ilha de Zorrotzaurre. O Centro de Estudos Ambientais (CEA) de Vitoria-Gasteiz, Spake (Bélgica) e Baja do Tejo (Portugal) também participam no projeto como observadores.

O projeto inclui duas parcelas que foram deliberadamente deixadas sujas (o resto da ilha foi completamente remediado), pelo que nesta última fase serão testadas duas soluções tecnológicas desenhadas pelas empresas HPC Italia SRL e TB Teseco Bonifiche SRL O objetivo é conseguir a remediação de terrenos contaminados de forma sustentável e respeitosa com o meio ambiente, e para isso o objetivo é identificar tecnologias de remediação de solos e águas subterrâneas que sejam inovadoras, rentáveis, sustentáveis ​​e capazes de remediar terrenos fortemente poluídos por hidrocarbonetos e metais no mesmo lugar.

por causa do falta de inovação no setor de remediação de solos Esta iniciativa é promovida com uma série de plantas piloto, uma das quais em Zorrotzaurre. Vários fornecedores competiram entre si ao longo dos anos para: procurando uma solução viável em diferentes fases alcançar os testes atuais que devem produzir resultados sérios no início do próximo ano.

A HPC Italia concentrou-se no remediação in situ baseada em eletrodos, integração de mecanismos físicos, químicos e biológicos para limpeza de locais contaminados. Durante o teste piloto, eles instalarão uma rede de eletrodos verticais, que monitorarão para regular os valores dos parâmetros operacionais.

Por seu lado, a TB Teseco Bonifiche baseia-se na Aplicação de Biologia Molecular e Metagenômica em tratamentos em solos saturados e insaturados, permitindo a remoção de contaminantes orgânicos sem deslocar o terreno.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.