Tudo ou nada para Cristiano

Cristiano Ronaldo estreou-se no Mundial frente a Angola em 2006. Chegou a este evento como uma jovem estrela emergente, titular no Manchester United e com a sensação em Portugal de que não deviam temer a aposentadoria de Figo, que chegou depois daquele mês à Alemanha. Desde então, ele disputou 17 jogos na competição mais importante do futebol, marcando 7 gols. Quatro edições que se tornariam cinco no Catar. Uma honra que só Antonio Carbajal, Lothar Matthaus, Rafa Márquez, Gianluigi Buffon e, em novembro, Leo Messi podem se orgulhar. “Começo a ver que muitos de vocês me fazem essa pergunta. Quem decide meu futuro sou eu, mais ninguém. Se eu sentir vontade de jogar mais eu vou e se não, não. eu sou o chefe“, disse o atacante no pré-jogo sobre se o Catar será sua última Copa do Mundo, algo que qualquer um poderia esperar em seus 37 anos.

Para conseguir isso, ele precisa que sua equipe vença a Macedônia esta noite. (acompanhe a partida ao vivo no As.com). Este time, número 67 no ranking da FIFA, não parece um rival temível de nome, mas foi o que a Itália pensou na última quinta-feira e agora está fora da Copa do Mundo. “Eu realmente não entendo ser um favorito ou não, mas sempre me considero um favorito, seja em casa ou fora.. Sabemos muito bem que, se vencermos, vamos para a Copa do Mundo e, se perdermos, estamos fora. Eles nos surpreenderam em muitos jogos, mas não vão nos surpreender. Portugal vai ser melhor e vamos ao Mundial“disse um confiante Cristiano Ronaldo atuando como capitão depois de fazer um apelo aos torcedores que vão ocupar as arquibancadas do Do Dragão.

Para esta partida chave, Fernando Santos recupera Pepe. É uma notícia espetacular para a equipe depois das imensas dúvidas que Danilo deixou como zagueiro junto com Fonte na última quinta-feira. “O rei voltou!”Cristiano gritou ao ver seu parceiro aparecer no campo de treinos após superar o coronavírus. O veterano zagueiro deve liderar a defesa e se juntar a Cancelo, que volta de suspensão. A imprensa portuguesa também suspeita que Nuno Mendes poderia ter conquistado a posição de titular na lateral-esquerda à frente de Guerreiro. Fonte vai tentar fazer com que ninguém falte a Rúben Dias, lesionado.

Portugal espera ser semeado se chegar ao sorteio de sexta-feira, embora uma vitória nos pênaltis possa não ser suficiente. Se sim, dependeria dos resultados que Estados Unidos e México alcançarem amanhã à noite.

Por seu lado, a Macedónia sabe bem que é o jogo mais importante da sua história. Eles vêm para este encontro com um grande trabalho há muito tempo, como quando derrotou a Alemanha em Duisburg há apenas um ano. Dessa forma, eles certificariam seu grande momento de forma depois de se classificarem para a Euro 2020 em sua primeira aparição em um grande torneio de seleções nacionais. A motivação esportiva é máxima, mas, por precaução, o primeiro-ministro do país, Dimitar Kovacevski, apareceu no avião da expedição e assumiu a responsabilidade de adicionar um incentivo econômico prometendo € 500.000 a cada jogador.

PORTUGAL: Costa; Cancelo, Fonte, Pepe, Nuno Mendes; Bruno Fernandes, Moutinho, Bernardo Silva; Otávio, Cristiano e Jota.

MACEDÔNIA: Dimitrievsky; Ristovski, Velkovski, Musliu, Alioski; Churlinov, Elmas, Kostadinov, Bardhi, Trajkovski; e Ristovski.

JUIZ: A. Taylor (Inglaterra).

ESTÁDIO: Do Dragão, Porto.

TEMPO: 20:45 (BeMad)

líderes

cartões vermelhos



0

Reintegrações de posse

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.