Sérgio Ramos, novas regras, CR7…

Visto e lido sobre o PSG na imprensa francesa nesta quinta-feira, 18 de agosto. Sergio Ramos, um dos chefes da equipe, Luis Campos e as novas instruções, a saída de Kehrer, a confirmação do desinteresse do PSG pelo CR7…

O parisiense volta à presença de Sergio Ramos e o fato de poder encadear uma quarta partida consecutiva contra o Lille neste domingo, a primeira desde sua chegada ao PSG em julho de 2021. Este pequeno evento que marca o renascimento do zagueiro espanhol também lhe permite encontrar um papel importante tanto no e fora de campo. “Christophe Galtier e sua equipe também pretendem contar com ele para construir seu projeto” e as “múltiplas lesões na panturrilha estão por trás do ex-executivo do Real Madrid, ele parece pronto para uma temporada completa” revela o diário Ile-de-France. Começou desde abril, quando ele não sentia mais a dor crônica na panturrilha. Como resultado, ele fez oito aparições nos últimos nove jogos da temporada do PSG. Neste verão, ele voltou ao Camp des Loges em forma “ótima”. O espanhol foi titular em seis das sete partidas, incluindo amistosos, comandados pela nova equipe parisiense e ainda disputou “parte do Troféu dos Campeões contra o Nantes ao ser atingido em uma mão. Tudo sem se machucar. Os discursos do ex-capitão do Real Madrid estão se multiplicando, como esta noite de sábado contra o Montpellier, onde ele foi um dos jogadores para acalmar o ardor de todos. O seu historial permite-lhe impor “um respeito natural”. Além disso, Le Parisien conclui revelando que não há “um companheiro de equipe com quem Ramos não se dê bem, ele é um dos poucos que consegue fazer o vínculo com todos”.

Como revelado O parisiense em seu site, Luís Campos e Christophe Galtier decidiram “reparar uma anomalia” do PSG contratando uma nutricionista em tempo integral para a primeira equipe. Se o clube tinha um, cuidava de todas as seções. O dirigente português recrutou assim um especialista em nutrição, de nacionalidade espanhola, que também é um ex-jogador de futebol que se converteu a este campo, informa-nos o diário Ile-de-France. A primeira decisão da nova nutricionista foi retirar o Coca Cola e a Chá gelado, duas bebidas “não muito compatíveis com o esporte de alto nível” mesmo que “ninguém tivesse pensado nelas antes, sob o mandato de Mauricio Pochettino e Leonardo, o que não deixou de surpreender internamente. O grupo também tem agora duas reuniões obrigatórias de coexistência todos os dias no centro de treinamento, café da manhã e almoço, seguindo a sugestão de muitos outros grandes clubes europeus. Além disso, Luís Campos quer “proteger o vestiário do time principal”. O assessor esportivo lamentou a presença de muitos funcionários do clube, nem sempre de setores ligados ao atleta. Uma nova prova da nova disciplina posta em prática pela gestão parisiense.

Nesta terça-feira, foi o reencontro entre Neymar e Kylian Mbappé no treino após os acontecimentos da noite de sábado contra o Montpellier que levaram a uma ressignificação por parte de Luis Campos. “O incidente está encerrado”, repetimos no PSG e na comitiva das duas estrelas de acordo com O parisiense.

Para ler em O TIME do dia em relação PSG… bem, não muito. O diário desportivo francês não se dirige ao clube parisiense na sua edição desta quinta-feira. Uma pequena caixa está presente para lembrá-lo de que Thilo Kehrer juntou-se oficialmente West Ham no dia anterior contra cerca de 10 milhões de euros. Além disso, por ocasião de um artigo dedicado a Cristiano Ronaldona partida de Manchester United, O TIME indica que não há hipótese de os portugueses se juntarem a Paris este Verão, coisa impossível tanto desportiva como financeiramente, e isto enquanto o pentacampeão do bola de Ouro teve contato com o PSG nas temporadas anteriores.

Aleixo Garcia

"Empreendedor. Fã de cultura pop ao longo da vida. Analista. Praticante de café. Aficionado extremo da internet. Estudioso de TV freelance."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.