Seremi de Salud procede ao encerramento temporário da praia de Cachagua em Zapallar devido à presença de uma “fragata portuguesa” – G5noticias

E junto com isso, aumenta a proibição de banhos nas praias La Luna e Quirilluca da comuna Puchuncaví.

A Saúde Seremi da Região de Valparaíso decretou, a partir de hoje, o fechamento provisório da praia de Cachagua na comuna de Zapallar, devido ao avistamento de um número significativo de exemplares da Fragata portuguesa, cujo contato direto com a pele afeta a saúde das pessoas.

Paralelamente, foi autorizada a reabertura para atividades balneares e recreativas das praias de Quirilluca e La Luna, no distrito de Puchuncaví. Esta decisão baseia-se no facto de, nas tarefas de monitorização levadas a cabo pela Autoridade Marítima, não terem sido avistadas novas espécies deste hidrozoário desde o passado dia 29 de dezembro, data em que foi decretado o seu encerramento temporário.

No que diz respeito à Playa Cachagua a partir de hoje, e até que a Autoridade Sanitária o determine, será mantida a proibição temporária de atividades balneares e recreativas no meio marinho. As atividades extrativistas e produtivas só podem ser realizadas com cautela.

Perante a deteção da fragata portuguesa nas nossas costas, como Seremi de Salud queremos alertar a comunidade, especialmente as crianças, para que não nadem caso seja detetada a presença desta espécie, uma vez que o seu ferrão provoca uma dor intensa, semelhante a uma queimar. Por isso, nunca toque numa fragata portuguesa, nem no mar nem na praia, porque são tóxicas mesmo mortas. Se você caminhar pela areia na presença deles, proteja-se com sandálias ou chinelos.

Em caso de picada, lave imediatamente a área afetada com água do mar e retire os restos dos tentáculos, evitando tocá-los diretamente. Não aplique vinagre ou água fresca, nem esfregue ou arranhe a pele com areia ou toalhas. E se a dor persistir, dirija-se ao posto de saúde mais próximo.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.