Portugal teve o julho mais quente em quase um século

Portugal, afetado por uma seca excecional no seu território, viveu o mês “julho mais quente em 92 anosO Instituto Meteorológico Nacional anunciou sexta-feira, 5 de agosto, em seu boletim climático mensal.

Este é o mêso mais quentedesde a recolha de dados meteorológicos semelhantes, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A leitura média da temperatura máxima foi de 31,16 graus Celsius, informou o IPMA, acrescentando que o termômetro atingiu um recorde de 47 graus para o mês de julho durante este período. Esta temperatura foi registrada no dia 14 de julho na estação meteorológica de Pinhao (norte). Em termos de precipitação, o mês de julho foi4º mês mais seco desde 2000“, a quantidade de chuva que caiu correspondente a “apenas cerca de 22% da média‘, diz o instituto. A seca também piorou. No final de julho, 55% do território estava classificado como “seca severa“e 45% em seca extrema”.

Em julho, a onda de calor que atingiu Portugal e outros países da Europa provocou incêndios devastadores. Segundo os cientistas, as ondas de calor repetidas são um indicador inequívoco do aquecimento global devido às atividades humanas e espera-se que essas ondas de calor se multipliquem, prolonguem e se intensifiquem. Portugal experimentou uma seca precoce este ano, com um inverno que foi o quarto mais quente e o quinto mais seco desde 1931.

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.