Portugal recebe mais de 270 músicos afegãos

Músicos afegãos que fugiram de Cabul para o Qatar em outubro chegaram segunda-feira a Lisboa, onde pretendem reabrir em breve o Instituto Nacional de Música do Afeganistão (ANIM). Desde o regresso dos talibãs em agosto do ano passado, Portugal já recebeu cerca de 800 refugiados afegãos, incluindo jogadoras de futebol da seleção nacional e respetivas famílias.

A líder de banda feminina Zohra eleita as 100 mulheres mais poderosas da BBC em 2021

Na segunda-feira, cerca de 273 refugiados afegãos, quase metade dos quais são músicos, do Catar desembarcaram no aeroporto militar de Lisboa depois de fugir de Cabul em outubro passado, em meio a temores de retaliação do Taleban. † Agradeço à comunidade internacional por salvar nossas vidas”., disse uma das estudantes de música afegãs ao descer do avião. † Isso nos permitirá continuar tocando música e isso realmente me deixa feliz.”acrescentou Murtaza Mahammadi, um dos músicos deste grupo de refugiados que inclui muitos alunos e professores do Instituto Nacional de Música do Afeganistão (ANIM).

Leia também

Inicialmente recebidos pelo Catar, esses artistas e suas famílias fugiram do Afeganistão no início de outubro por medo de serem vítimas de represálias do Talibã. Em Portugal, um dos seus objetivos é reabrir” em breve “ o Instituto Nacional de Música do Afeganistão, explica Ahmad Naser Sarmast, diretor desta escola. † Temos uma missão importante, perpetuar a música afegã”, ele escreveu. Observe que entre esses refugiados está Shogufa Safi, maestro da única orquestra afegã feminina Zohra e ex-aluna do ANIM, que foi nomeada uma das 100 mulheres mais influentes do ano de 2021 pela BBC nesta semana.

Portugal é um refúgio para refugiados afegãos

Portugal recebeu até ao momento 764 refugiados afegãos, maioritariamente jovens, e, nomeadamente, no passado mês de outubro, dezenas de jogadoras da seleção nacional feminina de futebol, juntamente com as respetivas famílias. O governo português recorda seu compromisso de acolher cidadãos afegãos em situação particularmente vulnerável”† No Twitter, o primeiro-ministro português António Costa salientou que ” estes estudantes, moças e rapazes, bem como seus familiares terão a oportunidade de morar em Portugal e retomar seus estudosEla poderão assim realizar o seu sonho de uma carreira musical e artística em liberdade, paz e segurança.

Philippe Gault (com AFP)

Encontre as novidades do Clássico

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.