Portugal faz fronteira com um milhão de confinados uma semana antes das eleições | Sociedade

Portugal, com 10,3 milhões de habitantes, tem quase um milhão de pessoas confinadas devido à pandemia a uma semana das eleições legislativas, marcadas para 30 de janeiro.

De acordo com os últimos dados fornecidos pela Direção Geral de Saúde (DGS) de Portugal, 489.789 portugueses estão confinados devido a infeções e 478.883 estão em vigilância por contacto direto com alguém infetado.

No conjunto, a variante ómicron mantém 968.672 pessoas confinadas em Portugal, quase 10% dos cadernos eleitorais.

O seu voto é fundamental para balançar a balança nas eleições legislativas de domingo, razão pela qual as autoridades lhes permitiram quebrar o isolamento para votar no último horário, das 18h às 19h.

Ontem, o país experimentou um “teste” eleitoral com o dia da votação antecipada para o qual mais de 300 mil pessoas se inscreveram.

No final do dia, em grandes cidades como Lisboa e Porto, entre 80% e 90% dos eleitores recenseados votaram.

A campanha entra hoje na sua reta final marcada pelos números nas sondagens que fecham a diferença entre os socialistas, que continuam favoritos, e os conservadores do PSD, que reduziram a desvantagem para apenas quatro pontos.

Nas eleições legislativas de 2019, o Partido Socialista obteve 36,34% e o Partido Social Democrata (PSD) 27,76%, com uma taxa de abstenção de 51,4%.

Ao todo, mais de 10,8 milhões de pessoas são convocadas às urnas nestas eleições, adiantadas a meio da legislatura após a rejeição do Orçamento de 2022 elaborado pelo Governo da Costa.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.