onde ver o Benfica-PSG e cinco perguntas à volta do jogo

DESCRIÇÃO – Tudo o que precisa de saber antes do Benfica-PSG, jogo da terceira jornada da C1.

Onde ver o Benfica-PSG?

Benfica-PSG, é já esta quarta-feira pelas 21h00, em nome do terceira jornada da fase de grupos do C1. Como de costume, esta reunião será transmitida pela Canal+ e RMC Esportes 1. Você também pode segui-lo em nosso site comentado ao vivo.

Um jogo já decisivo para os oitavos?

Uma coisa é certa: o vencedor, se houver, ficará sozinho na liderança na classificação do Grupo H com pelo menos seis pontos à frente do terceiro, ou mesmo oito em caso de empate no outro encontro do grupo. Atualmente, as duas equipes dividem as rédeas com seis pontos cada, mais seis que Juventus e Maccabi Haifa (0 pt). Claramente, um sucesso não poderia de forma alguma ser sinônimo de acesso garantido às fases eliminatórias. Mas a conta já não estaria muito longe…”O resultado desta reunião não será decisivo., temperamentos Roger Schmidt, treinador do Benfica. Claro, estamos em uma boa posição com duas vitórias. Ainda assim, faltam quatro jogos e o nosso adversário é duro.Recorde-se que parisienses e lisboetas vão encontrar-se no Parc des Princes na próxima semana, terça-feira, dia 11 de outubro, para o quarto dia.

VEJA TAMBÉM – O gol da vitória de Mbappé durante o PSG-Nice em 1º de outubro (2 a 1)

Qual PSG contra o Benfica?

A priori, nenhuma grande surpresa a esperar nas fileiras parisienses nesta quarta-feira. Sabemos que Marco Verratti, tocou antes do intervalo em Lyon (0-1), Está apto. Ele retornará ao 11 titular, como Galtier insinuou em uma coletiva de imprensa na terça-feira. Presnel Kimpembe continua de fora e provavelmente será Danilo Pereira quem o substituirá no trio defensivo. O outro ausente é Renato Sanches, que deve retomar no final de semana. Pena para o ex-jogador do Benfica, que “a muito tempo pensando nesse jogo», conta Danilo. De resto, estão todos lá, incluindo os três ladrões do “MNM”, incluindo um Lionel Messi irreconhecível na última temporada e encontrado em 2022-23.

Draxler para jogar um truque desagradável no PSG?

Os ex-parisienses sempre tiveram o prazer de fazer as redes tremerem contra o ex-clube. Não é novo. É também um ex-titi que crucificou o Paris na final do C1 em 2020, com o Bayern, Kingsley Coman. Um símbolo e tanto. No entanto, não sorriu para Leo Paredes, Adrien Rabiot e Moise Kean com a Juventus ou Dylan Batubinsika, com o Maccabi Haifa, durante os dois primeiros dias da safra 2022-23 da Liga dos Campeões. Aos 28 anos, Julian Draxler tem de qualquer forma muito a provar nas suas novas cores, ele que está emprestado ao Benfica para esta época. O seu salário é em grande parte pago pelo clube parisiense, onde tem contrato até 2024. Antigo Schalke 04, a antiga grande esperança alemã transferiu-se do Wolfsburg para Paris por 36 M€ em Janeiro de 2017, vencendo rapidamente como membro dos 11 de Unai Emery. As chegadas de Neymar Jr e Kylian Mbappé no verão seguinte mudaram o jogo… Então, “Drax” ficou perdido. Famoso pela sua técnica sedosa, o internacional alemão (58 internacionalizações, 7 golos) tem o registo de 26 golos e 41 assistências em 198 jogos. Pelo Benfica, o natural de Gladbeck não demorou a marcar o primeiro golo, um gol soberbo, um míssil da entrada da área (4 partidas, 1 gol).

PSG em terreno hostil?

Em três deslocações ao Estádio da Luz, o PSG perdeu… três vezes: 3-1 em 2007 na Taça UEFA, 2-1 em 2011 na Liga Europa e 2-1 em 2013, na Liga dos Campeões. Ainda assim, podemos acrescentar também os resultados da “Final 8” do C1, disputada no habitual covil do Benfica, com vitórias frente à Atalanta (2-1) e Leipzig (3-0) uma derrota na final, frente ao Bayern (0-1). “Sempre foi difícil jogar aqui durante os meus cinco anos no Porto», reconhece Daniloreferindo-se aoquenteambiente que reina neste estádio. “Estamos confiantes, em casa, em um grande estádio, temos nossas chances», treinador de slides Schmidt. E os outros clubes portugueses? Derrota e empate no Porto (0-0 em 2004, 1-0 em 2012), empate no Boavista (0-0 em 2009) e derrota no terreno do Sporting CP (1-0 em 2002). Em resumo, Paris nunca ganhou em Portugal.

Quais são as principais ameaças do lado do Benfica?

Além de Julian Draxler (ver noutras páginas), os defesas parisienses terão de estar atentos a Gonçalo Ramos, neo-internacional português e autor de oito golos em 13 jogos esta época ao serviço do seu clube de formação, líder do campeonato. Um jogador que não guarda segredos para os recrutadores do “Qatar-SG”, que estão interessados ​​no jovem (21) atacante segundo várias fontes. Se recentemente se aposentou da seleção, aos 29 anos, Rafa Silva ainda é um perigo a ser levado em consideração, assim como o lateral brasileiro David Neres, ex-jogador do Ajax. Na última temporada, Darwin Nunez estava frequentemente na conclusão. Este ano, o perigo vem de todos os lados. A experiência do zagueiro internacional argentino Nicolás Otamendi é obviamente inestimável, assim como a de João Mário. Cuidado com as bolas paradas do espanhol Alejandro Grimaldo.

Por último, mas não menos importante, o Benfica conta com um duplo muito eficiente no meio, no 4-2-3-1 de Roger Schmidt, com o português Florentino (23 anos) e o pequeno argentino Enzo Fernandez (21 anos), já prometeu um grande futuro. “é 50/50», jurar o último, chegou durante a entressafra do River Plate. E para adicionar:O favorito pode ser o PSG, mas vamos aplicar o nosso plano de jogo e fazer o nosso melhor para conseguir a vitória.“Os lisboetas estão confiantes. O contrário seria surpreendente: venceram as primeiras 13 partidas em todas as competições antes de empate com o Vitória de Guimarães no sábado (0-0).

VEJA TAMBÉM – PSG-Juventus: “Mbappé fez um grande jogo”, diz Galtier

Marco Soares

"Leitor. Defensor da comida. Fanático por álcool. Fã incondicional de café. Empresário premiado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *