O que é a OTAN e o que ela representa? – O sol

A OTAN é uma aliança multi-países central para a resposta internacional à invasão russa da Ucrânia.

As medidas discutidas e implementadas pela organização podem determinar se o continente acabará por entrar em guerra.

A OTAN é uma aliança de defesa multi-países

O que é a OTAN e o que ela representa?

A OTAN, ou Organização do Tratado do Atlântico Norte, é uma aliança militar intergovernamental fundada em 1949.

A OTAN foi criada após a Segunda Guerra Mundial principalmente para bloquear a expansão soviética na Europa.

Foi formado com a assinatura do Tratado do Atlântico Norte em 1949 por 12 estados membros

Desde então, expandiu-se para 30 estados membros.

A organização é considerada a maior e mais poderosa aliança militar da história.

Está comprometido com a liberdade individual, a democracia, os direitos humanos e o estado de direito, sendo todas as decisões tomadas por consenso.

A sede permanente da OTAN está localizada em Bruxelas, onde o Secretário-Geral preside os órgãos decisórios de alto nível.

O atual secretário-geral é o ex-primeiro-ministro norueguês Jens Stoltenberg.

As cimeiras não são regulares, os chefes de governo e os chefes de estado reúnem-se em momentos-chave da evolução da Aliança.

As cúpulas são usadas, por exemplo, para apresentar novas políticas, convidar novos membros para a Aliança, lançar grandes iniciativas e fortalecer parcerias.

Quais países são membros da OTAN?

éEm 1949, a Aliança tinha 12 membros fundadores.

São eles: Bélgica, Canadá, Dinamarca, França, Islândia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Portugal, Reino Unido e Estados Unidos.

Outros estados membros que aderiram desde então são:

  • Grécia e Turquia (1952)
  • Alemanha (1955),
  • Espanha (1982),
  • República Checa, Hungria e Polónia (1999),
  • Bulgária, Estônia, Letônia, Lituânia, Romênia, Eslováquia, Eslovênia (2004)
  • Albânia e Croácia (2009)
  • Montenegro (2017)
  • Macedônia do Norte (2020)
A OTAN tem 30 estados membrosCrédito: Alamy

Qual é o propósito da OTAN?

A OTAN se esforça para garantir a liberdade e a segurança de seus membros por meios políticos e militares.

Foi criado principalmente para manter a Europa segura, impedindo ataques.

Em 1949, isso significou interromper a expansão soviética, impedir o ressurgimento do militarismo nacionalista na Europa e incentivar a integração política europeia.

Mas com o colapso da União Soviética em 1991 e o fim do Pacto de Varsóvia, a OTAN não tinha mais um objetivo claro.

Com o tempo, a organização mudou e ocupou o centro do palco quando a Rússia invadiu a Ucrânia em fevereiro de 2022.

Suas políticas incluem os Artigos 4 e 5 do Tratado do Atlântico Norte – onde os membros se comprometem a ajudar qualquer estado membro que seja atacado.

O que é a Seção 5?

O Artigo 5 afirma que se um aliado da OTAN for vítima de um ataque, todos os outros membros da aliança considerarão esse ato de violência como um ataque a todos os membros e tomarão as medidas que julgarem necessárias para ajudar o aliado atacado.

Quando foi invocado o artigo 5.º?

A Seção 5 foi invocada apenas uma vez, após os ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos.

Menos de 24 horas após os ataques de 11 de setembro, e pela primeira vez na história da OTAN, os Aliados invocaram o princípio do Artigo 5.

Houve consulta entre os aliados e a ação coletiva foi decidida pelo Conselho. Os Estados Unidos também poderiam agir de forma independente, de acordo com seus direitos e obrigações sob a Carta das Nações Unidas.

Em 4 de outubro, após ter sido confirmado que os ataques vieram do exterior, a OTAN concordou em apoiar os Estados Unidos por meio de oito medidas.

A pedido dos Estados Unidos, lançou sua primeira operação antiterrorista – Eagle Assist – de meados de outubro de 2001 a meados de maio de 2002. Consistia em sete aeronaves de radar AWACS da OTAN que ajudaram a patrulhar os céus da América.

Como é financiada a OTAN?

ECada país contribui com uma certa quantia para o orçamento da OTAN com base em uma fórmula acordada.

A OTAN exige que os Estados membros gastem dois por cento da riqueza de seu país em defesa.

Os Estados Unidos são o maior contribuinte para a aliança, financiando cerca de 70% dos gastos da OTAN.

Isso representa cerca de £ 501 bilhões, ou dois terços das despesas totais dos orçamentos nacionais.

De acordo com os números de 2017, a Grécia é o segundo maior doador, gastando cerca de 2% do seu PIB, enquanto o Reino Unido vem em terceiro.

Luxemburgo é o aliado mais próximo da OTAN, segundo dados de 2017, gastando menos de 0,5% de seu PIB.

Bélgica e Espanha são o segundo e terceiro maiores infratores, pagando cerca de 0,9% à aliança.

Alguns países não são obrigados a cumprir a meta de 2% do PIB se gastarem muito dinheiro em novos equipamentos militares e contribuírem para as operações da OTAN.

Apenas cinco países da OTAN cumprem a meta de 2%, incluindo a Grã-Bretanha.

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.