O PPDA pecou por ganância? Pagava 100.000 euros por mês no TF1, tinha uma estratégia de nunca “pagar nada”…

Por pouco mais de 20 anos, ele foi o apresentador de notícias das 20h mais assistido na Europa. Pago 100.000 euros por mês no TF1, Patrick Poivre d’Arvor recebeu 3,5 milhões de euros em 2008 por sua demissão do primeiro canal. Um saque que não o impediu de amar”pois ninguém paga nada”de acordo com parisiense.

Nossos colegas, que publicam uma saga neste verão sobre a estrela cadente do paf, relatam como ele tinha gosto pelas coisas bonitas na época de sua soberba. Citando uma testemunha, somos informados de que o famoso jornalista não gostava de gastar seu próprio dinheiro. Com efeito, “Ele pode tomar uma garrafa de água com gás no final de uma refeição no restaurante, diz um velho conhecido. Mesmo sem pagar a conta!” especifica esta fonte.

E os restaurantes não eram os únicos prazeres que ele desfrutava de graça, segundo outros parentes. Le Parisien relata as palavras de um organizador de um evento de montanha que explica como um “ano, ele exigiu que um hotel mudasse de quarto porque o dele não dava diretamente para as encostas”.

Além desta estadia, a PPDA teria feito outras em cruzeiro, ou em jacto privado, bem como na Córsega, Guadalupe ou nas Seychelles. Para completar, quem também é escritor também teria recebido “presentes” de benfeitores. Raros manuscritos e documentos de Proust, Céline e Cendrars, assim como Apollinaire e Victor Hugo.

AF

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *