O choro de Luis Suárez depois de sair por lesão aos 13 minutos do jogo entre Atlético de Madrid e Porto

A reação de Luis Suárez foi de puro desespero iniciar jogo que o Atlético de Madrid jogou em Portugal contra o Portoum jogo fundamental para as aspirações da equipe espanhola para se classificar para as oitavas de final da Liga dos Campeões.

O uruguaio teve que ser substituído devido a lesão quando apenas 12 minutos se passaram jogo no Estádio do Dragão. Após cumprimentar Cunha, que o substituiu, o Pistoleiro saiu mastigando a raiva e uma vez sentado no banco de suplentes ela não conseguiu conter as lágrimas.

A raiva foi vista na superfície, e também a angústia por não poder estar em um momento crítico para o time se manter vivo na Liga dos Campeões. Porque o Atlético de Madrid precisava de uma vitória para se empolgar com a classificação, já que também tinha que torcer para que o Milan não vencesse o líder e já qualificasse o Liverpool em casa.

Depois, num jogo cativante, foi tudo alegria para Suárez e o seu. O atacante uruguaio comemorava a cada gol, abraçava os companheiros e saía exultante como toda a equipe para a classificação. Claro, esse sentimento de tristeza será coisa do passado e agora apontará as armas para uma boa recuperação antes do rodada de 16.

Por fim, o Atlético de Madrid cumpriu seu objetivo e se classificou para as oitavas de final da Liga dos Campeões. Não só ganhou o seu jogo com uma inesperada vitória por 3-0, como também contou com a “ajuda” do Liverpool que derrotou o Milan. Griezmann, Correa e De Paul marcaram para o time espanhol enquanto para o Porto Oliveira descontou um pênalti na hora.

Quem resiste, vence, e foi o que fez a equipe rojiblanco. Resistiu à investida portuguesa na primeira mão do jogo, não se desiludiu quando o golo italiano no San Siro os deixou fora da principal competição continental e conseguiu ‘caçar’ os ‘dragões’. O atacante francês, aos 56 minutos, estava pronto para pegar um rebote após cobrança de escanteio e abrir a lata, e os argentinos, aos 90 e 92 minutos, dissiparam qualquer dúvida ao desencadear euforia no banco rojiblanco, que saltou completamente em campo para se juntar a um abacaxi, com Simeone incluído, e comemorar o passe. Eles serão como vice-campeões do grupo no pote do sorteio de sexta-feira.

CONTINUE LENDO:

Messi continua a fazer história: esmagou uma marca incrível de Pelé e igualou um recorde de Cristiano Ronaldo
Com o brilho de Messi e a qualidade de Mbappé, PSG goleou Bruges na Liga dos Campeões
Atitude de Verstappen no pódio após a vitória de Hamilton que causou rebuliço na Fórmula 1
Argentina enviou a lista com seus dez árbitros internacionais: o inédito caso Pitana
O jogo de Lionel Messi no PSG: dois gols e uma grande parceria com Di María na vitória contra o Bruges

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.