Não correu como esperado: é revogada a licença de um piloto russo acusado de fazer uma saudação nazi | Esportes

Em meio à polêmica, Artem Severiukhin usou suas redes sociais para esclarecer que não fez saudação nazista durante a cerimônia de premiação.

As coisas não correram bem para o piloto russo Artem Severiúkhin que, depois de vencer a primeira ronda do Campeonato da Europa de Karting da FIA em Portimão, foi acusado de fazer uma saudação nazi.

O atleta, que competia sob a bandeira italiana devido à proibição de atletas de seu país competirem, recebeu um duro golpe da federação italiana de automobilismo.

Por meio de comunicado, a entidade esclareceu que a licença de Severiukhin foi retirada. “Enquanto se realiza a reunião extraordinária do Conselho Desportivo do Automóvel Clube de Itália – convocado para tomar medidas urgentes após o gesto abominável e inaceitável do kartista russo Artem Severyukhin, no pódio da corrida europeia de karting júnior em Portimão ( Portugal) – Ainda em tramitação, sabe-se que o próprio Executivo decidiu retirar de imediato a licença desportiva de Severyukhin e, ao mesmo tempo, encaminhou-a à Justiça Desportiva para avaliar a definição de novas sanções que são da sua competência.

“Medidas incontornáveis, já que, com seu gesto imprudente, Severyukhin mostrou falta de respeito não apenas pelos valores universais que sempre inspiraram todo o esporte, mas também pela humanidade, dignidade e convivência civil”, acrescentaram.

Vale lembrar que por meio de comunicado, a FIA anunciou que o fato será investigado. “A Federação Internacional do Automóvel confirma que lançou uma investigação imediata sobre a conduta inaceitável do Sr. Artem Severiukhin que ocorreu durante a cerimónia do pódio da categoria OK na 1ª Ronda do Campeonato da Europa de Kart da FIA 2022 no Kartódromo Internacional do Algarve. em Portugal”, assinalaram.

Em meio à polêmica, Artem Severiúkhin usou suas redes sociais para esclarecer que não fez saudação nazista durante a cerimônia de premiação

“Gostaria de pedir desculpas pelo que aconteceu ontem no Campeonato Europeu de Kart. De pé no pódio, fiz um gesto que muitos perceberam como uma saudação nazista. Mas isso não é verdade, nunca apoiei o nazismo e considero um dos mais terríveis crimes contra a humanidade. Eu não posso explicar como tudo o resto aconteceu. Eu sei que é minha culpa, eu sei que sou estúpido e estou pronto para ser punido. Mas, por favor, entenda que eu não apoiei o nazismo ou o fascismo com esse gesto”, encerrou.

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.