Mundial 2022: Portugal (logo) depois de Ronaldo?

No entanto, o centroavante da seleção, Cristiano Ronaldo, vive dificuldades no clube…

Existe sim uma dúvida que começa a se instalar em torno de “CR7”. Vi editoriais na imprensa portuguesa, que antes não existiam, a questionar se deveria ser titular durante a competição. Não vamos dizer que Portugal está dividido em dois, porque a maioria do país apoia Ronaldo e acha que devemos apoiá-lo até ao fim. Mas ainda há uma pequena parte que começa a imaginar que seria melhor sem ele.

Isso pode levar a mudanças na equipe do Catar?

Cristiano Ronaldo continua no centro do sistema português. As mudanças, se vierem, virão apenas de uma pessoa: ele mesmo. O técnico Fernando Santos não fará nada que comprometa sua posição de craque ou sua importância em campo.

Mas, já se deve saber que o Ronaldo no clube e o Ronaldo com Portugal são duas pessoas radicalmente diferentes. A imagem que por vezes lhe cola na pele no clube, muito individualista, é muito menos importante com Portugal. Pudemos vê-lo, principalmente durante a Euro 2016, arengando a sua tropa como se fosse um auxiliar técnico, ficando muito mais sintonizado com o time.

De fato, o atacante começou a desenvolver seu jogo nos últimos meses. Vimos o início disso durante os play-offs contra a Macedônia do Norte e a Turquia. Ele se move muito mais do que antes, ele cria espaços. Ele não é mais aquele que ama todos os balões. Os companheiros também começaram a mudar: não são mais obcecados por Cristiano. Um dos golos frente à Macedónia do Norte é particularmente revelador: Jota ao segundo poste aproveita na perfeição um cruzamento de Bruno Fernandes. No entanto, foi a corrida de Ronaldo ao primeiro poste que abriu espaço para o jogador do Liverpool.

Estou bastante otimista com sua metamorfose dentro da seleção porque ele é capaz, para ganhar uma Copa do Mundo, de se “sacrificar”.

Aleixo Garcia

"Empreendedor. Fã de cultura pop ao longo da vida. Analista. Praticante de café. Aficionado extremo da internet. Estudioso de TV freelance."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *