Metroviários de Lisboa fazem greve em plena Web Summit | Economia

Os trabalhadores do metro de Lisboa vão fazer esta semana uma greve que vai afectar o funcionamento durante vários dias, quando a capital portuguesa receber 40 mil pessoas para o congresso de tecnologia Web Summit.

A greve foi convocada por vários sindicatos para protestar contra o congelamento de salários e exigir a substituição de trabalhadores e promoção de promoções e progressão na carreira, e terá impacto na terça-feira 2 e quinta-feira 4.

Conforme explicado pelo próprio Metro de Lisboa, esta terça-feira não deverá funcionar até às 10h15, em vez das 6h30 como habitualmente.

Haverá uma greve de 24 horas na quinta-feira, para que o serviço possa permanecer fechado o dia todo, das 23h de quarta-feira às 6h30 de sexta-feira.

Esta greve terá lugar na mesma semana em que a conferência de tecnologia Web Summit regressa presencialmente a Lisboa, onde são esperadas cerca de 40.000 pessoas de todo o mundo entre segunda e quinta-feira.

Uma grande parte destes participantes costuma deslocar-se de metro até ao Parque das Nações, onde se realiza a conferência de tecnologia.

Os trabalhadores do metro de Lisboa já realizaram duas greves parciais na semana passada, que, segundo a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações, tiveram um seguimento superior a 40%.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.