Mais de 400 filmes de animação fazem parte de La Monstra | Cinema | Entretenimento

La Monstra, o principal festival de animação em Portugal, regressa a Lisboa com uma programação de mais de 400 filmes de 46 países e de olho nos filmes da Europa de Leste.

A vigésima primeira edição do evento, que decorre até 27 de março em vários espaços da capital, tem a Bulgária como país convidado e vai homenagear os seus clássicos e contemporâneos.

Para comemorar o 75º aniversário da criação do departamento de animação da Instituto Nacional de Cinematografia Búlgaraa Monstra fará uma retrospectiva com oitenta filmes, alguns de figuras notáveis ​​como Todor Dinov e Ivan Veselinov.

O evento contará com uma secção específica sobre a Europa de Leste, através de colaborações com quatro festivais: Animeka (Eslovénia), Animator (Polónia), Animafest (Croácia) e Animest (Roménia).

Entre o restante da programação, que gira em torno do eixo da animação analógica e digital, destaca-se fugirdo dinamarquês Jonas Poher Rasmussen, que estará no Monstra antes de chegar aos cinemas em Portugal.

fugir é um docudrama animado que retrata a vida de um refugiado afegão na Dinamarca e está indicado a três Oscars, nas categorias de melhor filme internacional, melhor documentário e melhor filme de animação.

Na competição de longas-metragens haverá, entre outros, Ma Famille Afghanedo checo Michaela Pavlatova; La Traverseedo francês Florença MiailheS Bob Cuspedo brasileiro César Cabral, três filmes distinguidos no Annecy International Animated Film Festival (França), um dos mais importantes.

Entre os curtas concorrentes estão Sementes Ruinspelo canadense Claude Cloutier; Ferapelo chileno Hugo Covarrubias; O Despertar dos Insetospelos franceses Stéphanie Lansaque e François Leroy, e Assuntos da Artedo inglês Joana Quinn.

Fora da competição haverá uma programação especial dedicada à animação brasileira, com filmes como Rio 2096por Luiz Bolognesi; O Menino e o Mundopor Ale Abreu; História antes de uma históriapor Wilson Lazaretti, ou Tito e os Pássarospor Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar e André Catoto.

O festival também tem uma seção dedicada a filmes de animação de terror e fantasia (TerrorAnim) e outra a filmes eróticos (Triple X).

La Monstra também organiza várias exposições, como Do outro lado da Câmara, os demônios do meu avôque mostra os bastidores do primeiro filme português de animação de marionetas (stop motion).

Nesta edição haverá também a “Monstrinha”, a secção com filmes familiares pensados ​​para os mais novos. (EU)

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *