La Catlica de Quito tentará aproveitar o empate da primeira mão contra o Bolvar

Guayaquil (Equador), 1º de março (EFE).- A Universidade Católica de Quito tentará aproveitar o empate em 1 a 1 obtido na partida de ida contra o Bolívar de La Paz, na partida de volta que jogará amanhã, Quarta-feira, na capital equatoriana para a segunda fase preliminar da Copa Libertadores.

A vitória será o único resultado que colocará uma ou outra equipa na terceira fase de qualificação do torneio, embora se houver empate no tempo regulamentar, a definição será nos pênaltis.

Apesar da crise económica e futebolística que afetou a Católica no final do ano passado, o treinador das divisões de formação do clube, o argentino Miguel Rondelli, assumiu interinamente a direção da equipa principal e em poucos jogos chegou ao classificação para os atuais Libertadores.

Rondelli montou o elenco com uma mistura de jovens equatorianos e reforços estrangeiros como o atacante panamenho Ismael Díaz, artilheiro do empate em La Paz; além dos colombianos Cristian Martínez Borja e Rodrigo Rivas.

Ele também ratificou o zagueiro colombiano Yuber Mosquera, o argentino-equatoriano Facundo Martínez e o atacante gaúcho Lisandro Alzugaray.

No atual torneio equatoriano, a equipe “Camarata”, como também é conhecida a Universidade Católica, venceu por 1 a 2 na visita ao Mushuc Runa e empatou em casa por 1 a 1 com o Guayaquil City.

Bolívar, por sua vez, chegará a Quito com boa aparência, tanto por sua experiência e carreira na Libertadores -com 31 classificações diretas e três nas fases anteriores- quanto pelo grande elenco que o técnico brasileiro Antonio Carlos Zago tem. , que o administra desde julho de 2021.

O poder da “Academia” é concedido por figuras como os espanhóis Alberto Guitián e Alex Granell, o argentino Patricio Rodríguez e os brasileiros Bruno Sávio e Francisco Da Costa.

Embora o resultado na primeira mão não tenha sido bom, o Bolívar mostrou melhor harmonia futebolística e no torneio boliviano Apertura é o líder do Grupo B com três vitórias e uma derrota, com 12 gols marcados e apenas um contra.

Na última jornada goleou o Always Ready por 3-0, com um misto de suplentes e titulares, embora na segunda parte tenha recorrido a várias das suas principais figuras para consolidar a vitória, com dois golos do defesa José Sagredo e outro do avançado Brasileiro Da Costa.

Prováveis ​​escalações:

Universidade Católica: Darwin Leather; Gregori Anangono, Rockson Rentería, Yuber Mosquera, José Carabalí; Kevin Minda, Santiago Zamora, Facundo Martinez; Lizandro Alzugaray (Kléber Chalá), Ismael Díaz e Cristian Martínez Borja.

Técnico: Miguel Rondelli.

Bolívar: Ruben Cordano; Diego Bejarano, César Martins, Alberto Guitián, Jorge Sagredo; Roberto Fernández, Alex Granell, Leonel Justiniano, Patricio Rodríguez; Bruno Sávio e Francisco da Costa.

Técnico: Antonio Carlos Zago.

Árbitro: Piero Maza, do Chile, auxiliado pelos compatriotas Alejandro Molina e Claudio Urrutia.

Estádio: Olímpico “Atahualpa”, na capital equatoriana.

Hora: 17h15, hora local (22h15 GMT).

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.