Inglaterra: Chelsea recupera, Arsenal ainda derrotado

Três dias após a derrota no C1, os Blues recuperaram no sábado ao vencer em Southampton (6-0), enquanto o Tottenham venceu no Aston Villa (4-0), por ocasião da 32ª jornada do campeonato. Inglaterra. Os Spurs beneficiam das derrotas do Arsenal frente ao Brighton (2-1) e do Manchester United no Everton (1-0) para se estabelecerem na quarta posição, apurando-se para a próxima Liga dos Campeões.

Três dias após a derrota no C1, os Blues recuperaram no sábado ao vencer em Southampton (6-0), enquanto o Tottenham venceu no Aston Villa (4-0), por ocasião da 32ª jornada do campeonato. Inglaterra. Os Spurs beneficiam das derrotas do Arsenal frente ao Brighton (2-1) e do Manchester United no Everton (1-0) para se estabelecerem na quarta posição, apurando-se para a próxima Liga dos Campeões.

Depois de duas atuações ruins em Stamford Bridge contra o Brentford (1-4) e principalmente contra o Real Madrid (1-3) no jogo de ida das quartas-de-final da Liga dos Campeões na quarta-feira, o Chelsea consolida seu terceiro lugar graças aos bis de Timo Werner, que ficou em silêncio no campeonato por seis meses, e Mason Mount, também um passador no gol de Marcos Alonso no início da partida. Temos que voltar a agosto de 2010 para ver o Chelsea vencer fora de casa por seis gols. Foi no Wigan, sob o comando do atual técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti.

A alegria do meio-campista Mason Mount, do Chelsea, após marcar o 6º gol no gramado do Southampton, durante a 32ª rodada da Premier League, 9 de abril de 2022

Adrian DENNIS – AFP

“A partida no Santiago Bernabéu será muito diferente desta, mas foi necessário fazer o que fizemos hoje, antes de dois dias de recuperação, e antes de fazer o que será possível na terça-feira”, disse o treinador. Blues Thomas Tuchel.

– Bom funcionamento para o Tottenham –

Os jogadores de Antonio Conte aproveitaram a vitória no Aston Villa (4-0), aliada às surpreendentes derrotas dos seus principais rivais na corrida pela Liga dos Campeões, para se estabelecerem sozinhos na quarta posição com três pontos. à frente do Arsenal, que ainda tem um jogo para disputar, mas está prejudicado por um saldo de gols desfavorável.

O atacante do Arsenal Eddie Nketiah, após a derrota em casa por 2 a 1 para o Brighton, no 32º dia da Premier League, 9 de abril de 2022 no Emirates Stadium

O atacante do Arsenal Eddie Nketiah, após a derrota em casa por 2 a 1 para o Brighton, no 32º dia da Premier League, 9 de abril de 2022 no Emirates Stadium

Justin Tallis – AFP

Os londrinos feriram o adversário logo no início de cada tempo: primeiro em um chute no centro da área de Heung-min Son (3º, 1-0), depois em um chute de ângulo apertado de Dejan Kulusevski ( 50º, 2-0). O sul-coreano deu então um grande impulso ao placar (66º, 71º), após um primeiro período em que os Spurs sofreram muito e sofreram nada menos que oito oportunidades de gol. Ramsey, McGinn, Ings, Watkins, Coutinho e Cash foram por sua vez enojados por um grande Hugo Lloris.

– Nova onda de frio no Arsenal –

Os Gunners sofreram mais uma surpreendente derrota frente ao Brighton (1-2), apenas cinco dias depois de estarem fora de jogo no campo do Crystal Palace (3-0). Liderados aos 28, após um gol de Leandro Trossard, os Gunners reagiram muito fraco para conseguir reverter a tendência. Eles pensaram que empataram pouco antes do intervalo, mas a assistência de vídeo finalmente cancelou um gol de Martinelli por impedimento após quatro minutos de verificação.

O atacante português do Manchester United, Cristiano Ronaldo, deixa o campo após a derrota por 1 a 0 para o Everton na 31ª rodada da Premier League, em 9 de abril de 2022, no Goodison Park, em Liverpool

O atacante português do Manchester United, Cristiano Ronaldo, deixa o campo após a derrota por 1 a 0 para o Everton na 31ª rodada da Premier League, em 9 de abril de 2022, no Goodison Park, em Liverpool

Anthony Devlin – AFP

Enquanto os visitantes marcaram o gol do intervalo (Enock Mwepu, 0-2, 66º), os Gunners só foram perigosos no final da partida, com um gol de Martin Odegaard (1-2, 89º), depois uma série de tentativas frustradas (Saka, Nketiah, Gabriel).

– Manchester United apático –

Três semanas após a eliminação da Liga dos Campeões pelo Atlético de Madrid, nada vai bem para os Red Devils, derrotados em campo do Everton (1-0), que lutam para evitar a descida.

O atacante português do Manchester United, Cristiano Ronaldo, deixa o campo após a derrota por 1 a 0 para o Everton na 31ª rodada da Premier League, em 9 de abril de 2022, no Goodison Park, em Liverpool

O atacante português do Manchester United, Cristiano Ronaldo, deixa o campo após a derrota por 1 a 0 para o Everton na 31ª rodada da Premier League, em 9 de abril de 2022, no Goodison Park, em Liverpool

Anthony Devlin – AFP

Liderados desde os 27 minutos de jogo após um gol de Anthony Gordon, os mancunianos quase nunca souberam levar o jogo sozinhos e construir ofensivas em torno do centroavante Cristiano Ronaldo, sempre solitário. Eles permanecem em sétimo no campeonato, seis atrás do Tottenham.

O técnico interino dos Red Devils, Ralph Rangnick, admite que será “difícil” garantir o quarto lugar na Liga dos Campeões. “Não é só uma questão de criatividade, é também uma questão de vitalidade, de presença física no último terço”, lamentou.

AFP / Londres (AFP) / © 2022 AFP

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.