Fortes restrições dificultam turismo em Portugal

Coincidindo com o dia de Natal, Portugal iniciou a período de contenção pretende frear a expansão da variante ómicron, já predominante no país.

As medidas foram adiantadas, uma vez que estavam previstas para serem implementadas entre 2 e 9 de janeiro de 2022.

As novas restrições envolvem medidas como o teletrabalho obrigatório ou o encerramento absoluto da vida noturna.

Mas o que mais chama a atenção é, sem dúvida, a obrigatoriedade da apresentação dos resultados de um teste negativo para acesso a hotéis, casamentos, baptizados ou comunhões, espetáculos culturais e recintos desportivos, independentemente da lotação.

Mas é de salientar que o referido teste é obrigatório para pessoas vacinadas, uma vez que apenas as pessoas com certificado digital de recuperação do vírus nos últimos 6 meses estão isentas da sua apresentação.

Nos restaurantes, para os dias 30 e 31 de dezembro e 1 de janeiro, é obrigatória a apresentação deste teste negativo para poder aceder aos restaurantes, embora não seja para os lugares nas esplanadas.

Por isso, as restrições levaram as famílias portuguesas a cancelarem os seus planos de comer fora e por isso há restaurantes que decidiram nem abrir nestes feriados.

A este respeito, fontes da Associação Nacional de Restaurantes salientaram que cerca de metade das empresas de restauração não abrirão nestes feriados com a intenção de poupar custos.

Da mesma forma, o executivo português optou por adiar os saldos de inverno, que em Portugal começam a 26 de dezembro, para depois de 9 de janeiro de 2022, com o objetivo de evitar aglomerações nas lojas.

Expressar. Elaboração. JR

Chico Braga

"Web enthusiast. Communicator. Annoyingly humble beer ninja. Typical social media evangelist. alcohol aficionado"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.