Em Portugal, viajantes bretões obrigados a fazer teste PCR – Brest



Moradores de Brest de férias em Portugal tiveram uma surpresa engraçada na semana passada. No papel, tudo estava em ordem: calendário de vacinação completo e teste PCR negativo menos de 72 horas antes de tocar em solo lisboeta. A viagem de ida é, portanto, sem contratempos, mas no dia anterior à partida de Lisboa, surpresa. “Disseram-nos, no hotel, que teremos de apresentar um teste de PCR menos de 48 horas antes do embarque…”

Como resultado, “ficamos estacionados como animais em um estacionamento subterrâneo no aeroporto por três horas. Lá, uma pessoa para levar, e uma multidão de passageiros esperando… Uma pena! “. E uma conta de 50 euros pelos dois exames realizados à última hora.

“Medida inadequada”

Segundo vários testemunhos, a situação seria “bastante caótica” no aeroporto de Lisboa nos últimos dias. “Alguns viajantes, indo para outros países que não a França e que tiveram que fazer um teste de antígeno antes de voar, o fizeram de última hora, no terminal, gerando problemas de acesso a determinados voos. “, confirmou-nos, por telefone, os serviços da Embaixada de França em Lisboa.

Mas este último é formal: “Não é necessário, segundo a informação oficial divulgada pela Direção-Geral da Saúde portuguesa e pelas autoridades competentes, fazer um teste PCR para sair do território português. Cabe às pessoas que se sentirem injustiçadas, caso se sintam agredidas, instaurar processos contra a empresa”.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.