Cristiano Ronaldo: foi assim que soube da morte do pai – Futebol Internacional – Desporto

Cristiano Ronaldo Ele é um dos melhores jogadores do mundo. E em sua história há um tema que ele fala, mas, na verdade, muito pouco: a morte de seu pai.

Esse triste fato aconteceu em 2005, quando Ronaldo estava concentrado com a seleção de Portugal, que estava a um dia de disputar uma partida crucial contra a Rússia, nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006 na Alemanha.

Pode lhe interessar: (Reinaldo Rueda: dirigentes da Federação não falaram de sua saída)

Claro que a notícia era forte e a questão era como dar ao atacante, que era peça chave no andaime do grupo e isso poderia forçá-los a não tê-lo nesse compromisso.

A reação do jogador

Nenhum jogador ousou contar a ele e foi o técnico, o brasileiro Luiz Felipe Scolari, que levou o porta-voz do grupo para lhe dar a amarga notícia.

“Foi muito difícil. Foi o momento que criou um vínculo entre nós”, disse Scolari.

Ele acrescentou: “Foi muito triste, mas é o tipo de momento que nos conecta como amigos”.

O treinador conta em entrevista ao jornal inglês Daily Mail, que ofereceu a Ronaldo para sair da concentração, mas o jovem avançado, na altura, surpreendeu com a sua afirmação.

“Não posso fazer nada pelo meu pai hoje, então vou jogar amanhã e depois vou embora”, disse ele ao treinador.

Scolari lembra que Ronaldo fez uma excelente partida e sim, depois partiu para o seu país.

“Ele é o mais dedicado de todos. O mais talentoso, e ele pode não ser. Talento não é uma das primeiras virtudes quando pensamos em Ronaldo, mas dedicação é o que o torna quem ele é. É a primeira virtude quando penso nele”, disse Scolari.

Pode lhe interessar: (Batalha de campo entre fãs de Rayo Vallecano e Celta)

Esportes

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.