As Chitas de Alcobaça, no museu Toile de Jouy

RD

Não muito longe de Versalhes, em Jouy-en-Josas (78), foi fundada em 1760 uma fábrica de telas impressas. Foi aqui que nasceu o toile de Jouy, este tecido de algodão inspirado nas cores e motivos indianos, este tecido tingido ou estampado importado para a Europa dois séculos antes.

Conhecemos a história que foi escrita então: o toile de Jouy, com estampas e decorações feitas de personagens ou paisagens, ficaria famoso em todo o mundo, mesmo em diferentes formas.

No âmbito da época França-Portugal 2022 e até 15 de janeiro de 2023, o Museu Toile de Jouy expõe os índios da coleção particular de Pereira de Sampaio, as Chitas de Alcobaça. Alcobaça é um concelho de Portugal, a norte de Lisboa, que se desenvolve em torno de um importante mosteiro da Ordem de Cîteaux.

Tecido muito colorido, com faixas largas decoradas com flores, pássaros, frutas ou personagens, as Chitas não param de contar belas histórias…

Esta exposição dará destaque a colchas, xailes ou mesmo xales lindamente decorados, testemunhando o genuíno saber-fazer português.

Uma viagem única ao coração de Portugal, berço destes tecidos estampados de algodão que, tal como o toile de Jouy, irradiam e influenciam o mundo da criação.

Uma oportunidade de ouro para descobrir este tecido tradicional, considerado a tela de algodão estampada mais famosa de Portugal.

• Museu Toile de Jouy, 54 rue Charles de Gaulle, 78350 Jouy-en-Josas

Fernão Teixeira

"Criador. Totalmente nerd de comida. Aspirante a entusiasta de mídia social. Especialista em Twitter. Guru de TV certificado. Propenso a ataques de apatia."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.