Ambicioso e sério no Porto, OL assina grande golpe na Liga Europa

Porto 0-1 Lyon
Gol para OL: Paquetá (59e)

Resultado e exibição de liderança para o OL, vencedor por margem mínima no relvado do Porto, líder invicto do campeonato português e caído pela primeira vez em casa desde dezembro (0-1). Pela primeira vez em mais de 50 anos mesmo, em relação à passagem de um clube francês. Um grande feito da banda para Peter Bosz, que recordou que tinha a receita depois do sorteio, ele que tinha batido o FC Porto nas duas frentes com o Bayer Leverkusen em 2020. A receita mas também a bênção de ta cenário que terá sorrido para o infeliz Lyonnais contra o Lille há 10 dias.

Pênalti e gol anulado no Porto

Desta vez, após os descontos, o golo de empate de Mbemba foi anulado por um desvio invisível a olho nu (90e+5), confirmando a vitória do OL. Uma vitória duramente conquistada sobre um gol do soldado Lucas Paquetá (59e), vítima de um choque na cabeça no início da partida, mas presente até o final. Um brasileiro também decididamente abençoado pelos deuses após esta mão na área finalmente invalidada no VAR (62e).

Mas esses fatos do jogo não podem esconder a bela produção do Rhone, sublimada pelos alas Faivre e Toko Ekambi. Na origem do único golo do encontro, o camaronês, o apropriadamente chamado “Mr. Europa League” terá causado uma provação a passar ao seu vis-à-vis. A sua vivacidade será uma das chaves para o jogo de volta na próxima quinta-feira, no Estádio Groupama (21h00).

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.