A Região afirma-se como uma referência no turismo de golfe

O Ministério da Presidência, Turismo, Cultura e Desporto participou na semana passada do encontro virtual IAGTO Connect, onde foi anunciada a oferta de golfe da Região e as suas quatro áreas de destaque: Murcia City Golf, Mar Menor, La Manga Club e Eagles Golf Destination .

Durante os três dias em que decorreu o evento, que contou com a presença dos principais operadores turísticos europeus, a delegação do Instituto de Turismo da Região de Múrcia (ITREM) realizou encontros profissionais com agentes de viagens especializados em golfe e eventos empresariais, bem como como portais de reservas e agências de marketing e relações públicas da República Checa, Noruega, Holanda, Finlândia, Grã-Bretanha, Suécia, Portugal, Alemanha e Itália.

Esta ação enquadra-se no planeamento da Comunidade que visa a promoção da oferta turística de golfe regional em 2022, e que inclui ainda a participação em feiras e eventos como o Troféu IATC Andalucía (Cádiz) ou o IGTM em Roma, bem como presença em mídias especializadas e redes sociais.

O diretor do Instituto de Turismo da Região de Múrcia, Juan Francisco Martínez, destacou que “este planejamento está alinhado com o Plano Estratégico de Turismo da Região de Múrcia 2022-2032, que coloca a promoção do golfe como uma das linhas prioritárias de trabalhar para consolidar a reativação do turismo e da economia, gerar emprego e reter visitantes”.

Além disso, Martínez lembrou que “este produto é reforçado pelo ‘Plano de Reativação do Setor de Golfe’, lançado pelo ITREM, em colaboração com a Associação de Empresários de Golfe da Região de Múrcia (AEGOLF) para os anos de 2021 e 2022 , que inclui a realização de estudos sobre o segmento, campanhas de comunicação, convênios com operadoras de turismo nacionais e internacionais, ações de marketing digital, viagens de familiarização e torneios ao longo deste ano”.

Referência como destino de golfe

A Região “tornou-se uma referência do golfe em toda a Espanha”, disse Martínez, que destacou o crescimento de campos registado nos últimos dez anos, que passou de quatro em 2003 para 22 hoje.

Durante 2019, a Região recebeu 165.000 turistas que se deslocaram para praticar golfe e geraram dois milhões de dormidas, mais dois por cento do que em 2018. Esta atividade gerou gastos diretos de cerca de 265 milhões de euros, o que representa 8,1 por cento da despesa total associada ao setor de turismo.

Elite Boss

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.